Final Cut Pro X e ESPN – Projeto da Copa do Mundo Fifa 2014

Texto traduzido por mim (Leno) a partir do site fcp.co.

Produzir um promo do maior evento de esportes do mundo exigiu uma boa organização de mídia, especialmente quando o cliente quis criar múltiplas paredes de vídeo. Joe Castellano editou o sport para ESPN usando Final Cut Pro X e Motion antes de finalizar no Flame.

Uma história bem contada no Final Cut Pro X! Depois de ver o resultado final abaixo, Joe vai falar um pouco sobre este projeto.

Quando Barrett Esposito da Winter Films me trouxe o guia do projeto do promo da Copa do Mundo 2014 da ESPN, eu soube imediatamente que era um projeto perfeito para FCPX & Motion.

O projeto envolvia câmeras voando sobre cinco paredes de 16 caixas de vídeo cada, o que exigiu um pouco de planejamento.

Primeiramente eu brinquei um pouco com o conceito de empilhar e posicionar os 16 vídeos na storyline principal no FCPX, mas rapidamente percebi que ficava muito pesado e complicado.

Então, depois de assistir uma demo no Motion de uma parede de vídeos usando replicators, eu aprendi que cada vídeo daquela parede poderia ser alimentada por uma única fonte de mídia, contando que as cenas fossem separadas com incrementos exatos.

Como eu havia comprado o Motion com o FCPX, e estava aprendendo casualmente nos tempos livres, decidi que essa seria a melhor solução, porque eu precisava fornecer ao artista de Flame, Miguel Oldenburg o conteúdo da composição final.

Se eu tivesse que fazer timelines individuais para cada caixa de vídeo da parede, eu teria um total de 16 X 5 ou 80 timelines!


A mídia deu um total de 4TB mistura de Alexa, Phantom e 7D gravado no Brasil em dias diferentes, com cenas timelapse da 7D e vários vídeos em HD baixados do servidor da ESPN. A mídia gravada no Brasil chegou em drives Firewire 800 e foi copiada para um raid e-sata para ser usado na edição. Toda a mídia foi colocada neste drive e “left in place” ou seja, não foi importada para dentro da biblioteca.


Eu adicionei palavras-chave para Dias, Multidão, Paisagens e imagens do jogo. iPad, iPhone e cenas de computadores foram colocadas no Evento Device (aparelho). Os projetos Master (principal) foram colocados no Evento Masters.

Enquanto eu exercitava os músculos da minha memória para aprender os atalhos,  comecei a pegar um ritmo bom. Quanto mais eu editava mais eu sentia o poder e potência do FCPX. A facilidade do skimming, marcando clipes como favoritos com a tecla F foi uma revelação depois de ter feito meu último projeto no Avid. Abrindo e visualizando tanta mídia seria uma tortura usando o modo antigo. Uma opção “Skimming apenas no browser seria uma boa”.

Cena muito escura? Cmd+7 abre o scopes, corrigi a cor e fecha o scopes. Empilhar vídeos, adicionar efeito de vignette, distorcer com a ferramenta Distort, colocar uma logo no topo, criar um compound clipe dos vídeos empilhados, ver o compound clipe, tudo em segundos.

Precisa editar o compound clipe? clique duplo, Bam! abre a timeline do compound clipe.

Por favor, nunca me faça dizer novamente step-in/step-out dentro da minha cabeça novamente, muito obrigado.

Re-time por porcentagem, re-time por duração (retime é alterar a velocidade de um clipe), Control-D mede a duração de um clipe ou defini uma nova duração, tudo incrivelmente rápido!


Como um operador de Smoke/Flame eu achei um Motion muito amigável. O editor gráfico de keyframes é muito similar ao flame e me senti confortável criando movimentos de câmeras.

Todos os movimentos que criei no Motion foi visto previamente pelo cliente para ter um senso do produto final.

As mudanças do cliente foram feitas facilmente entre Motion e Final Cut Pro X.

Aqui está uma amostra do Motion e da composição no Flame.

O que poderia ter sido um projeto complexo e sobrecarregado, se tornou até divertido no FCPX e Motion.
Cenas que precisavam de composição foram construídas na timeline, várias com mais de 10 layers (camadas) tudo com uma velocidade incrível. Isso permitiu ganho de tempo na hora de fazer ajustes que o cliente queria e outras mudanças de mídia.

Agora a versão 10.1.2 foi lançada e poderia ter me ajudado bastante a nova característica de mostrar mídia que não foi usada ainda.

Saúde para todos!

Atualmente, Joe e Barrett estão finalizando um trabalho “Henry & Me”.
Joe Castellano e Miguel Oldenburg são ambos 2 vezes ganhadores do Emmy na Reveal em Nova York, uma agência de designe.